Podcast: Política Reformada e Reforma21

Agradeço imensamente à equipe do Reforma21 pela conversa que tivemos depois de uma bateria de conferências e palestras sobre a visão cristã e reformada da política.

Embora o tópico seja vasto e complexo, espero ter sido capaz de resumir corretamente os pontos principais tratados nas conferências em Porto Velho e Belo Horizonte.

O que você achou do podcast? Que tal deixar um comentário aqui?

[Visite o Reforma21 para acessar]

Anúncios

Relatório Justiça Pública #4

A política nos salvará? Em 2001, logo após a eleição de Luiz Inácio da Silva para a presidência da República, o pastor Kenneth Wieske, missionário canadense em Recife, pregou um sermão no Salmo 146 exortando contra uma tentação comum ao coração humano: a tendência de confiar em príncipes, ou nos filhos dos homens, em quem não há salvação.

O modo como raciocinamos e agimos em cada período eleitoral, momento de turbulência política ou nas decepções com nossos governantes, por exemplo, acaba por deixar visível em quem estamos colocando a nossa esperança de salvação. Em sua exposição do Salmo 146, o Pr. Kenneth demonstra, em dois pontos, por que a nossa confiança deve estar no Senhor. Leia o sermão em nosso Relatório #4 na página da publicação Justiça Pública. Se deseja acessar as edições anteriores do Relatório Justiça Pública, clique aqui.

Discutindo Defesa e Segurança na Universidade Livre de Amsterdã

por Lucas G. Freire

Discutindo segurança e defesa dum ponto de vista reformado.

Discutindo segurança e defesa dum ponto de vista reformado.

No fim de Janeiro de 2014 fiz parte do II Seminário Kuyper, desta vez, sobre cristianismo e política internacional, organizado pela Universidade Livre de Amsterdã.

O legado de Abraham Kuyper e Herman Dooyeweerd na teoria e na filosofia política foi criticamente avaliado com discussões históricas e conceituais. Também a influência da filosofia neo-tomista e de políticos católico-romanos foi destacada, principalmente em termos da política na União Europeia.

Eu apresentei uma crítica a uma das principais teorias atuais de estudos de segurança (a teoria da securitização por setores), mostrando o potencial da filosofia reformada de Herman Dooyeweerd em lidar com algumas das falhas dessa abordagem.

Também falaram na conferência o Jonathan Chaplin, James W. Skillen, Scott Thomas, George Harinck, Romel Bagares e outros pesquisadores na tradição reformada. O jornal Reformatorisch Dagblad cobriu o evento numa matéria extensa.

***

Esteve presente o ex-Ministro da Defesa holandês Eimert van Middelkoop, que discursou sobre seu papel na condução da intervenção holandesa no Afeganistão.

Como cristão, ele se deparou com a necessidade de equilibrar a ética pessoal do “não matarás” e de “dar a outra face”, confirmada por Jesus, com a autorização de punir a agressão como ministro de Deus para a justiça pública, conforme Paulo descreve na carta aos Romanos.

Eu lhe perguntei sua opinião sobre disciplina eclesiástica para alguém que peque como figura pública. Ele respondeu que o erro político é punido politicamente nas eleições e pelo Parlamento, dispensando um membro do Gabinete. Já a quebra de um dos Dez Mandamentos é punida eclesiasticamente.

A igreja tem o dever de orar pelos governantes e Middelkoop é grato à sua igreja local (uma congregação das Igrejas Reformadas Liberadas), que orou por ele e com ele durante sua gestão. Sua resposta seguiu o princípio da “soberania das esferas”.

ex-Ministro da Defesa discute o papel da Holanda na agenda de segurança internacional

ex-Ministro da Defesa discute o papel da Holanda na agenda de segurança internacional

Middelkoop é um dos formuladores da “abordagem holandesa”. Trata-se, numa operação de intervenção internacional, de dialogar com as pessoas do local antes de implementar qualquer medida. O ex-Ministro da Defesa sente satisfação por sua “abordagem holandesa” à intervenção internacional ser hoje bastante elogiada, e recomendada por autoridades no assunto.

Anúncios e Eventos (Primeiro Semestre, 2014)

Eventos

Política Reformada é uma publicação do Centro de Pesquisas em Política Reformada. Neste semestre, antes do período de eleições, o Centro de Pesquisas estará representado em duas conferências:

  • Norte: A conferência “Política Reformada” (Porto Velho): 29 e 30 de Março, 1a. Igreja Presbiteriana de Porto Velho, 19h30 e 9h00. Para mais detalhes e contato local, ver a página da igreja.
  • Sudeste: A conferência “Cristianismo Total” (Belo Horizonte): 11 e 12 de Abril, 1a. Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte. Para mais detalhes e contato local, ver a página do evento.

Publicações

O relatório Justiça Pública continuará sendo publicado aos poucos. Já foram tratados os seguintes assuntos: a participação cristã na política à luz dos Padrões de Westminster; a mulher reformada na política reformada; a teologia da libertação e seus problemas.

O livro Do Império ao Estado, em co-autoria com Lucas G. Freire, foi disponibilizado na íntegra pelo Instituto OBSERVARE, de Portugal.

A editora SAGE, dos Estados Unidos, anunciou a publicação da enciclopédia de política e mídia social, da qual Freire participa com um artigo sobre a “Direita Cristã”.

Maiores detalhes podem ser obtidos na nossa página de publicações.

Traduções

A editora Vida Nova, do Brasil, informa que os ensaios sobre política e soberania de Herman Dooyeweerd, traduzidos e comentados por Leonardo Ramos e Lucas G. Freire, serão lançados no segundo semestre de 2014.

A editora Vida Nova publicará, também, um livro de David T. Koyzis sobre cristianismo e ideologias políticas, e um de Wayne Grudem e Barry Asmus sobre pobreza e desenvolvimento econômico, ambos traduzidos por Lucas G. Freire.

Continue acompanhando Política Reformada e divulgando o trabalho do Centro de Pesquisas, participando da comunidade no Facebook, acompanhando o canal do Twitter e acessando regularmente este site.

Estatísticas 2013

Relatório anual feito pelo WordPress com estatísticas da nossa página. Em 2014, ajude-nos a divulgar ainda mais o Centro de Pesquisas em Política Reformada.

Destaque para:

A Ópera de Sydney (Austrália) comporta 2700 pessoas. Esta página foi visitada cerca de 15000 vezes em 2013. Se ela fosse uma apresentação na Ópera de Sydney, corresponderia a 6 concertos lotados.

Click here to see the complete report.

Relatório Justiça Pública #2

No segundo relatório Justiça Pública, Lucas G. Freire analisa o papel da mulher cristã na política do ponto de vista da ética pessoal, mantendo o que a Igreja confessa sobre a distinção de gênero mas, ao mesmo tempo, mostrando várias formas de participação feminina na vida pública do país.

Política vai além do poder governamental. Política reformada emerge de uma cultura reformada, da fé colocada em prática.

O acesso à publicação é gratuito através da nossa página. Boa leitura!

Publicação dará início à nova fase do Centro de Pesquisas em Política Reformada

Nosso projeto inaugurará uma nova fase de atividades com a publicação do relatório Justiça Pública. Cada relatório será uma discussão mais aprofundada de um tema específico. A edição inaugural, escrita por Vinícius S. Pimentel, versará sobre “Engajamento Cristão na Política”.

Justiça Pública é um relatório periódico do Centro de Pesquisas em Política Reformada. Desde 2012, o Centro de Pesquisas tem se dedicado à divulgação e discussão dos valores políticos cristãos pautados na interpretação bíblica das confissões reformadas.

O Centro de Pesquisas existe para informar, discutir, educar e propor ideias de governo limitado, pluralismo político, federalismo, liberdade econômica e paz internacional. Fazemos parte de uma longa tradição cristã promovida por pensadores como Calvino, Althusius, Groen van Prinsterer e Kuyper.

Entendemos que a fé reformada deve falar aos nossos dias e ao nosso contexto. Por isso, nosso projeto vai além da reflexão teórica e passa também pela discussão da sua relevância na situação brasileira sem, contudo, descartar a relevância da confessionalidade e da igreja.

O relatório Justiça Pública é registrado via CreativeCommons. A reprodução e distribuição dos textos é livremente permitida, desde que a referência e a fonte do texto sejam citadas, o nome do relatório claramente destacado e nenhum valor seja cobrado pelo material.

O leitor interessado poderá acompanhar e divulgar o relatório a partir da nossa nova página de publicações, que também disponibilizará uma lista de publicações relacionadas à equipe do Centro de Pesquisas, a projetos em parceria e a nossa presença na mídia nacional e internacional.

Novos passos

Caro(a) leitor(a):

Tenho o prazer de anunciar novos integrantes do nosso site, além de outras notícias.

1. Márcio Santana e Vinícius S. Pimentel passam a integrar nossa equipe. Márcio é jornalista e linguista. Vinícius é servidor do Ministério Público e tradutor. O trabalho desses novos integrantes é um acréscimo muito importante ao esforço do restante da equipe (Kennedy, Jackson e eu mesmo). Sejam bem-vindos!

2. Minha entrevista com o missionário, tradutor e conferencista Bojidar Marinov foi publicada pelo portal Ordem Livre. Ordem Livre é um instituto brasileiro que tem distribuído material educativo sobre governo limitado, paz e liberdade econômica. Agradeço aos editores do portal pelo interesse na publicação e divulgação.

3. O nosso boletim mensal que estava em fase de testes passará a fazer parte do boletim geral do Projeto Reforma Hoje e, assim, além de reunir notícias sobre a nossa página, também trará material do Projeto e outros materiais sobre ética cristã, que serão do interesse dos nossos leitores em geral. Não se esqueça de assinar.

4. Estamos em processo de elaboração de um plano para que a nossa equipe forme, junta, um Centro de Pesquisas, com publicações próprias e projetos que vão além do blog Política Reformada. Isso é muito bom, mas ao mesmo tempo traz uma grande responsabilidade. Peço que acompanhe os planos em oração e continue lendo a página.

5. Vale sempre reforçar: você já ‘curtiu’ nossa página no Facebook? Já ‘seguiu’ nosso canal @KuyperTropical no Twitter? Sabe que temos parceria com a Rádio Reformada, e que alguns artigos do site têm sido lidos para a programação regular da rádio? Quem sabe essas ferramentas podem alcançar um número ainda maior de pessoas…

É isso aí. Obrigado pela atenção e comentários de apoio, críticas construtivas, etc.

Lucas.