Você é comunista e não sabia?

baby-1124999_1920

Marx e Engels. Foto: Hennie Schaper/Flickr

Façamos um pequeno “teste político” com dez “políticas públicas” ou ações do governo, das quais sempre se fala em todos os países. Você tem de marcar se está de acordo ou não com cada uma destas dez ideias ou medidas. Você pode responder e depois perguntar a seus familiares e amigos. 

Comecemos:

  1. “Reforma agrária”, ou seja, a luta contra o latifúndio: a grande propriedade rural;
  2. “Imposto progressivo”, ou seja, quem ganha mais paga uma porcentagem maior de imposto;
  3. “Imposto sobre heranças”, para se ter mais igualdade de oportunidades;
  4. Nacionalização de grandes empresas estrangeiras, e o confisco de propriedades privadas, visando o bem comum;
  5. Banco Central, para emitir moeda nacional de curso legal; e bancos do Estado, para conceder crédito ao público;
  6. Ferrovias, linhas aéreas e transportes do Estado, para ir até os lugares mais distantes;
  7. Fábricas, fazendas agropecuárias e empresas comerciais do Estado, para vender produtos mais baratos;
  8. Leis de trabalho, rural e urbano, fixando remunerações mínimas, e condições dignas de trabalho;
  9. Retenções pelo Estado de uma porção dos lucros das empresas privadas em minério, petróleo e gás, e das grandes fazendas agropecuárias;
  10. Educação pública e universal, gratuita e obrigatória para todas as crianças e jovens.

Agora atribua 1 a cada ponto com o qual está de acordo. Resultado: Se você tirar 10 ou 9, é um comunista completo. Entre 8 e 6, muito comunista. Entre 5 e 3, bastante comunista; se você tirar menos de 3, parabéns: você é muito pouco comunista!

Por que “comunista”? Porque esses são os dez pontos do “programa mínimo” para todos os partidos comunistas, tal como figuram no famoso (e pouco lido) Manifesto Comunista, redigido pelo punho de Karl Marx e Friedrich Engels, há pouco mais de um século e meio, em 1848. “Comunista” é todo militante e todo partido socialista que subscreve estes dez pontos “como mínimo”, segundo a definição do Manifesto, a fonte mais autorizada.

Se não acredita em mim, procure o Manifesto, esse que começa com a célebre frase: “Um fantasma ronda a Europa: o fantasma do comunismo”. Está na internet, e em português.

No capítulo 2, “Proletários e Comunistas”, estão todos estes pontos, um a um, com os mesmos números, do 1º ao 10º, embora redigidos com outras palavras, as do século 19, segundo as realidades do século 19. Por isso este teste mede o grau de acordo com o comunismo.

O mais curioso de tudo é que estes dez pontos do Manifesto Comunista, além de alguns que não estão na lista, como a medicina socializada, foram adotados e postos em prática, em quase todos os países do mundo, por uma infinidade de partidos e governos que, nominalmente, não eram comunistas. Por isso hoje não chamam muito a atenção: porque são de aplicação corrente.

A realidade é que vivemos em países socialistas. A pergunta é: ante a pobreza, a crise, o desemprego e as recessões, vamos seguir lançando a culpa no capitalismo?

Tradução: Márcio Santana Sobrinho

Anúncios

Um pensamento sobre “Você é comunista e não sabia?

  1. Ok, estou plenamente convencido da ubiquidade do comunismo – coletivismo de Estado -, agora como faço para derrubá-lo? É um trabalho diário, de formiguinha e incessante, é obra para 2 séculos e meio.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s