Leituras: Holandeses no Brasil Colonial

O Pr. Kennedy, o Pr. Julius VanSpronsen e eu tivemos a oportunidade de encontrar o Sr. Albert van der Heide perto de Vancouver. Albert expressou seu encorajamento ao projeto, lembrando principalmente o curso sobre política, liberdade e antirrevolucionismo que foi dado no Instituto João Calvino em Recife (1o. semestre de 2013).

Albert trabalha na divulgação cultural e histórica da influência dos holandeses e da igreja reformada na história do ocidente. Foi editor do jornal “Windmill Herald” e foi condecorado oficialmente por seu serviço à comunidade. Atualmente, ele mantém seu trabalho na venda de livros raros a respeito dessa temática.

Albert recomendou duas leituras em especial para quem deseja entender melhor o contexto político e cultural da colonização holandesa no Brasil do século XVII.

O primeiro livro é o minucioso estudo do Dr. F. L. Schalkwijk, intitulado The Reformed Church in Dutch Brazil, 1630-1654, publicado em inglês pela Boekencentrum, baseada na Holanda. Embora não seja exatamente a edição portuguesa publicada pela Editora Vida Nova, trata-se de uma versão muito parecida, com uma divisão diferente dos capítulos e do argumento.

O Dr. Schalkwijk se utiliza rigorosamente de fontes primárias obtidas em diversos arquivos no Brasil e na Europa, e procura entender a influência da igreja reformada para além da área religiosa, tendo ela transformado o contexto cultural e político das colônias. O autor procura julgar de forma equilibrada os pontos positivos e negativos dessa influência. Um aspecto interessante é a questão da tolerância religiosa, que se desenvolveu duma forma mais complexa e moderada que em outros lugares afetados pelos embates entre o catolicismo romano e o protestantismo.

Uma outra leitura recomendada e relacionada ao assunto é Visions of Savage Paradise. Trata-se de uma análise da obra do pintor Albert Eckhout, ilustrador oficial na corte de João Maurício de Nassau. O famoso artista apresentou um realismo impressionante nas suas pinturas e ilustrações.

Este estudo discute a obra de Eckhout no seu contexto artístico e cultural, em diálogo e contraste com outros artistas da época. O texto também analisa o contexto de colonização e o papel desempenhado por este pintor oficial. É interessante pensar em como a promoção dessa forma de arte foi tratada em parte como uma questão de política pública.

Interessados podem encontrar as duas raridades no site Go Dutch, administrado pelo Sr. van der Heide. O site conta também com um rico catálogo de livros a respeito da influência da fé reformada e da colonização holandesa sobre diversas partes do mundo.

Perguntamos-lhe sobre quais livros ele gostaria de ver traduzidos em português. Ele respondeu que, dentre todos os livros possíveis, seria melhor traduzir “o básico, o que for ajudar a igreja e o povo no Brasil.”

Anúncios

4 pensamentos sobre “Leituras: Holandeses no Brasil Colonial

  1. Muito bom o blog de vocês, estou formando em RI mas estou um pouco perdida porque no Brasil não tem muito incentivo nessa área, quero usa-la para o Reino..

  2. Recomendo também o livro lançado recentemente :
    A Primeira Igreja Protestante do Brasil: Igreja Reformada Potiguara [1625-1692]
    Autor: Jaquelini de Souza
    Editora: Editora Mackenzie

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s