Boletim de Outubro – Segundo Turno das Eleições

Prezado(a) leitor(a),

O segundo número do Boletim Política Reformada, enviado no meio de outubro, está agora disponível para o público geral. Contém uma mensagem de encorajamento para o segundo turno das eleições. Eleitor reformado: reflita sobre o papel do seu voto.

Aos que desejarem receber o boletim de novembro e boletins futuros, solicito inscreverem preenchendo a pesquisa aqui. Os dados não serão compartilhados com outra organização.

Nossas notícias, eventos e publicações serão divulgados no canal Twitter @KuyperTropical e na página do Facebook “Política Reformada” em parceria com outras organizações. Lembre-se de “seguir” o canal no Twitter ou de “curtir” a página do Facebook para mais notícias. Convide amigos a que “sigam” e “curtam”.

Grato,

Lucas G. Freire – Editor Geral.

Imperialismo não é Problema só dos Outros

por Lucas G. Freire

Alguns pensam que imperialismo é algo que se aplica somente à política externa dos Estados Unidos, e que não nos diz respeito. Longe disso! A denúncia de uma política externa imperialista como se fosse uma religião pagã é relevante para nós, dentro e fora do Brasil, por diversos motivos.

Continuar lendo

Eventos e recesso

Aviso: Terei um pequeno recesso nesta semana para trabalhar com a causa apoiada pelo nosso portal Política Reformada nos seguintes eventos:

1. Ouvinte no seminário sobre Ética Cristã no Kirby Laing Institute (Cambridge, Reino Unido), 23 Outubro.

2. Aula Aberta PARTE II sobre “Táticas e Estratégias de Engajamento Político Cristão”, Instituto João Calvino (Online), 27 Outubro.

3. Recesso do dia 30 Outubro até dia 7 Novembro.

Os comentários e textos no site serão irregulares durante o período. Sua mensagem de apoio e de sugestões para a página é muito bem-vinda em:

editor [ arroba ] politica.reformada.org

Grato,
— Lucas G. Freire, Editor Geral.

A Teologia Política do Imperialismo

por Lucas G. Freire

Podemos definir provisoriamente o imperialismo como o uso, pelo estado, do seu poder de coerção e força a fim de se expandir e de controlar outros territórios. Uma definição mais aprofundada, que considere o caráter espiritual desse fenômeno político, vai à raiz do problema: a idolatria e a cobiça pelo poder. Para nós, cristãos, qual é a relevância disso? Um exame profundo do que o imperialismo representa nos leva a refletir sobre sua teologia política.

Continuar lendo

Fraude e a Crise Econômica

Veja o excelente documentário Fraude sobre as causas da atual “crise econômica” global. Foi produzido pelo Instituto Juan de Mariana (Espanha) e traduzido e distribuído no Brasil pelo Instituto Ludwig von Mises Brasil.

Enquanto muitos culpam a “ganância” pela crise, é importante notar que a ganância está sempre presente, pois a natureza humana não muda. A questão é que, em certas estruturas, isso serve de incentivo à fraude e roubo.

O sistema financeiro atual, baseado no socialismo monetário, que denunciamos em outra ocasião, promove a fraude e o roubo em grande escala, principalmente quando privatiza os lucros mas socializa as pertas, como é o caso dos resgates bancários.

Aula virtual: Táticas e Estratégias na Política Cristã

O evento:

Aula aberta oferecida pelo Instituto João Calvino, o centro de educação teológica das Igrejas Reformadas do Brasil, baseado em Recife (PE), em forma de um seminário virtual.

Professor: Lucas G. Freire (Doutorando em Política, Exeter).

Duração: 1h30 com perguntas e respostas, inclui material digital.

O tema será: “Táticas e Estratégias de Engajamento Político Cristão”. É preciso solicitar a participação em cursos@institutojoaocalvino.org.

Data: 19 de Outubro de 2012, 20h-21h30.

Um resumo:

A aula discutirá uma estratégia geral para o engajamento político cristão seguindo a tradição reformada. O argumento é normativo, e convida os participantes a pensarem melhor em como poderão contribuir para a construção de diversos esforços e táticas de sociedade civil pautadas na confissão, na história e na aplicação da fé reformada.

Um tema central a ser discutido é o papel das ideias na construção e coordenação de esforços rumo a um movimento político. Táticas de divulgação de ideias, bem como sugestões de cooperação em vários níveis com outros movimentos serão exploradas. Em especial, será discutida a interação com os evangélicos, outros cristãos, e movimentos que buscam o ideal de justiça pública via governo limitado.